ReLife-1

Sejam bem vindos a mais um review! E hoje vou analisar para vocês, um anime chamado ReLife, ainda recente. Irei mostrar alguns pontos dele, criticar os pontos negativos e elogiar os pontos positivos, e claro, dar alguns motivos para você assistir ele.

Aviso: O texto abaixo pode conter alguns spoilers da história do anime/mangá, se você já tiver visto e procurar um ponto de vista sobre ele, ou então não se importar muito com isso, pode continuar. De toda forma, vou reduzir ao máximo o que vou falar sobre ele, para não comprometer a história no geral.

Aviso dado, vamos ao Review!

relife-survey

Para começar, gostaria que vocês entendessem que o anime não pode ser tão comparado ao mangá, até porque o mesmo adaptou 104 ou mais capítulos em apenas 13 episódios, por isso você pode estranhar uma hora ou outra, por mais que isso não fique tão claro assim. De toda forma, a adaptação correu bem, e a história segue sem problema algum, o que já é um ponto positivo.

O protagonista dessa história é Kaizaki Arata, um homem de 27 anos (Notaram uma possível semelhança com Erased? Não sei porque os autores gostam essa idade), desempregado, que se demitiu do seu último emprego com apenas 3 meses de contratado (O motivo você sabe depois da história, o que é fantástico também). Em um encontro casual na rua, Kaizaki conhece um homem chamado Yoake Ryou, que o mostra uma experiência de um laboratório chamado “ReLIFE”, aonde Kaizaki foi selecionado para participar do experimento. O experimento consiste em tomar uma espécie de pílula, onde sua aparência fica mais juvenil, e assim você entraria no 3° ano do ensino médio em uma escola, para poder vivenciar os momentos de novo. Kaizaki aceita, mas principalmente porque dizem que o mesmo iria conseguir um emprego assim que terminasse o processo. A história então se passa com Kaizaki aproveitando o último ano escolar, enquanto tenta sobreviver aos estudos e conhecendo os problemas das pessoas ao seu redor.

Screenshot_1

Logo no primeiro episódio somos mostrados ao protagonista e já dá pra entender como ele é naquele momento (Mais um Hikikomori? Ou quase isso). Ele recebe uma ligação de alguns amigos, o chamando para beber, e nesse momento ele se encontra em casa assistindo televisão e fumando, mas então ele mente para eles, dizendo que estava trabalhando e que iria sair do trabalho para os encontrar, e logo veste uma roupa executiva, para mostrar que havia acabado de sair. Essa cena mostra o quanto o protagonista se importa com sua imagem, e o quanto ele não consegue aceitar a sua situação atual, fazendo jus ao termo Hikikomori (Uma leve semelhança com Satou).

Screenshot_2

Outra coisa que podemos reparar é que Kaizaki possui um olhar deprimido, de verdade, realçando a ideia de como ele está insatisfeito com sua vida atual, principalmente porque ele já tentou sair dela, e ainda no primeiro episódio, nós conseguimos perceber o motivo dele não conseguir.

Screenshot_3

Kaizaki se demitiu do primeiro emprego que conseguiu, com apenas 3 meses de trabalho. Talvez você que não entende muito bem dessas coisas, não saiba o quanto isso é significativo e pesa na vida de um ser humano. Nesse caso, a primeira empresa que ver tal coisa, logo vai pensar que o mesmo foi irresponsável e não soube trabalhar, ou então tem algum tipo de problema, e claramente é deixado de lado em entrevistas, o que pode dificultar pra sempre a vida da pessoa. Nesse caso, percebemos que Kaizaki até tenta conseguir um emprego pra sair da vida de Hikikomori, mas o empecilho do seu último trabalho, não permite que o mesmo consiga.

Screenshot_4

Sabendo disso, vemos então o motivo de Kaizaki mentir para seus amigos, já que todos eles possuem empregos, e parecem ser bem colocados em suas respectivas empresas, fazendo então o protagonista se sentir para baixo.

Screenshot_5

A fonte de renda de Kaizaki é sua mãe, que o envia uma quantia de dinheiro, fora que o mesmo ainda faz trabalhos de meio período, o que no Japão é um costume de adolescentes, adultos não entram muito nisso, até por conta do custo de vida dos mesmos.

Screenshot_6

O nome “ReLIFE” já remete a “Ter um reset na vida”, ou então “Viver de novo”, e só de ler esse nome, já dá para imaginar aonde o anime vai nos levar, e o que ele pretende mostrar.

Screenshot_1Screenshot_2

Screenshot_3

 Aqui, vemos uma cena reforçando a situação de Kaizaki e como ele se sente.

Screenshot_3

Kaizaki fica com o rosto mais jovem, após tomar a pílula, assim como Yoake falou (Na verdade sua aparência não muda tanto assim, só fica um pouquinho mais juvenil mesmo, até para não fugir do personagem e colocar um rosto completamente diferente).

Screenshot_1

A falta de costume de Kaizaki no ensino médio é claramente mostrada, ao sentar em qualquer assento do local. No Japão, todas as cadeiras são numeradas e cada aluno possui a sua, para se sentar pelo resto do ano, salvo em raras ocasiões. Mas isso é apenas no colégio, e Kaizaki não vai a escola há muito tempo, então ele comete tanto um erro de local, como fala em uma “Keigo” que é uma língua formal japonesa, geralmente usada com adultos para pessoas de níveis diferentes.

Screenshot_2

Yoake Ryou, o homem que o apresentou e o fez participar do projeto ReLIFE está na sala de aula, e também aparece mais jovem, mostrando que o mesmo, assim como Kaizaki, havia tomado a pílula que faz seu rosto rejuvenescer.

Screenshot_4

Então, é revelado que Yoake, mesmo sendo um adulto, estava na mesma sala no ano passado, o que confunde a cabeça de Kaizaki.

Screenshot_5Screenshot_6

Em seguida, vemos a tradicional apresentações dos personagens que iremos ver durante a trama. Kaizaki, para se lembrar dos nomes, faz “apelidos” para eles, utilizando de algumas características que observou, o que para ele se torna uma maneira infantil, porém, fácil de aprender, inclusive para quem está assistindo o anime, já que muitas vezes é difícil se recordar de algum personagem que não te marca de uma forma muito impactante.

Screenshot_7 Screenshot_8

As cenas de Kaizaki em relação a vida colegial são engraçadas, porque mostra um ponto de vista adulto em um local cheio de adolescentes. Esse ponto de vista é ainda mais forte nele, pois geralmente, as pessoas intituladas “NEET” possuem muito mais facilidade de esquecer dos estudos e do que aconteceu lá, principalmente por conta de não querer lembrar, já que é no ensino médio, onde muitos se isolam.

Screenshot_9 Screenshot_10

E novamente, percebemos o quanto Kaizaki não está acostumado a essa vida, já que fumar é um hábito seu e ele faz cotidianamente, ele sequer pensou que ao se tornar um estudante de novo, ele teria que deixar de fazer isso, novamente levantando uma falta de noção básica do protagonista, o que dá uma cena engraçada de toda forma.

Screenshot_11 Screenshot_12

E cenas como essa se repetem, dando mais humor, e claro, mostrando ao telespectador a falta completa de noção do protagonista em relação aos estudos, sendo realista, mas saindo um pouco fora da curva, porém como é também é um anime de comédia, a gente releva.

Screenshot_14 Screenshot_15

Aqui vemos a típica protagonista mais inteligente da sala, e do outro lado, a famosa tsundere, coisas que não podem faltar em uma anime de comédia colegial, não que isso seja ruim.

Screenshot_13 Screenshot_16

E novamente somos remetidos ao ponto de vista de Kaizaki em relação aos adultos, ele sente um pouco de inveja de quem obteve sucesso na vida profissional, e de quem consegue dar tudo de si no seu trabalho, pois o mesmo não fez e não conseguiu (Depois isso é explicado de forma melhor e mais abrangente no anime, mas vou evitar falar disso, por ser um spoiler pesado).

Screenshot_17 Screenshot_18

Aqui percebemos que Kaizaki possui um “fantasma do passado”, alguém que o atormenta por algum motivo, e o jeito de falar da sua professora o remeteu a ela, e vemos isso ainda no primeiro episódio, dando uma noção de que haverá mistérios sobre o passado do mesmo.

Screenshot_19 Screenshot_20

Antes que o drama pudesse continuar, logo uma cena de humor aparece, aliviando a tensão, mostrando que ainda não é o propósito do anime de revelar nada que vai acontecer, o que faz com que as pessoas continuem assistindo para descobrir.

Screenshot_21Screenshot_22

O olhar tenso de Yoake, já mostra que o projeto pode ter outras intenções, ou então estar escondendo algo.

Screenshot_23

Kaizaki avisa sua mãe que vai trabalhar por um ano, o que não é necessariamente mentira, e uma ótima desculpa para disfarçar o experimento, já que ninguém pode saber dele, caso contrário o mesmo acaba.

Screenshot_24 Screenshot_25

O primeiro episódio acaba com um novo mistério, afirmando que havia uma primeira pessoa que foi parte do ReLIFE, e que de alguma forma, falhou no projeto. O que futuramente levaria a um Plot Twist incrível, que acredito que muita gente possa matar a charada no decorrer dos episódios, mas… só assistindo pra saber.

Screenshot_26Screenshot_27

Enquanto vemos alguns tendo destaques e se tornando representantes de classe, do outro vemos Kaizaki novamente não nos desapontando, com suas notas baixíssimas, mostrando todo o conhecimento que o mesmo tem.

Screenshot_28

Kariu Rena, fica zangada por não ter conseguido ser a primeira da classe, mas o motivo não é bem claro, e só descobrimos depois, infelizmente sua personalidade tsundere não permite que criamos muita empatia com ela, a menos que você goste de uma personagem assim, claro.

Screenshot_29

Ooga Kazuomi, o cara animado inteligente, que dificilmente consegue ler o clima, mais um para a lista, provavelmente em alguma parte do anime você vai sentir uma leve pitada de raiva por ele não conseguir perceber algumas coisas, mas dá para tolerar um pouco.

Screenshot_30 Screenshot_31

Chizuru Hishiro, a personagem quietinha e cabeça de vento, mas muito inteligente. Desse anime, ela e a Honoka são minhas personagens favoritas por serem muito bem construídas. Talvez você não goste tanto assim, por não entender como as mesmas pensam, mas se conseguir ter empatia, tenho certeza que vai gostar. As cenas de Kaizaki com Hishiro tem uma pequena pitada de “romance”, até porque ambos tem idades diferentes, e Kaizaki evita isso, porém, é difícil não perceber que os dois pouco a pouco durante o anime, vão se tornando mais próximos, e eventualmente um romance iria acontecer.

Screenshot_32

Kaizaki demonstrando como muitos alunos se sentem.

Screenshot_33

E finalmente, no final do segundo episódio, após saber que depois que o projeto ReLife acabar, as memórias de todas as pessoas que conheceram ele, acabarão, (Até tem uma cena assim na abertura) Kaizaki mostra sinais que irá agir como um estudante, mas claro, ainda com um olhar de adulto que o perseguirá pelo resto do anime.

 Screenshot_34 Screenshot_35

E assim, as cenas de comédia continuam, para dar um alívio cômico ao anime, e também para demonstrar a personalidade dos personagens, elas são bem comuns o anime todo, e algumas são super engraçadas até, nada que vai te fazer cair no chão de tanto rir, (A não ser que você seja assim) mas que com certeza irão lhe arrancar algumas risadas.

Screenshot_36

Assim como quase todo anime, o primeiro arco de ReLIFE serviu mais para apresentar a história, os personagens e suas respectivas personalidades, para assim ficarmos habituados com as ações que eles irão fazer, tentar entender melhor o ponto de vista de cada um, e definir quem será nosso personagem favorito. A abertura é muito boa e contagiante, fora que mistura-se entre vida colegial e drama, (Igual a parte que todo mundo desaparece, como se esquecessem de Kaizaki, seria um possível final?) fora que tem uma música muito boa. A trilha sonora do anime é fraca, tanto em momentos de drama, quando de humor, a trilha não te passa uma sensação boa como alguns animes, mas isso não estraga o anime em si. Os personagens são divertidos e você até que se apega a eles.

Provavelmente o autor quis colocar um ponto de vista mais adulto ali, e consegui, pelo menos nos primeiros episódios, pois depois, Kaizaki parece estar completamente adaptado e quase nunca tem uma opinião de adulto de verdade, sendo ele mesmo um adolescente na maioria das vezes, isso não fica claro se foi de proposito ou não, se o autor quis colocar um Kaizaki mais imaturo, ou acabou se esquecendo que ele deveria ser um adulto.

Nós também vemos um possível romance entre Kaizaki e Hishiro, porém tudo bem enrolado e nada encaminhado ainda, fora que alguns personagens secundários se desenvolvem pouco, mas você consegue entender o que eles sentem também, um ponto positivo da história é deixar as coisas claras, mas não demais, nada muito aparente, encontrando um equilíbrio entre saber, mas sem deixar isso transparecer pra todo mundo, dando para perceber apenas se você prestar atenção nas reações e nos olhares dos personagens.

Screenshot_37

Logo de cara, percebemos que o segundo arco iria se focar em Kariu Rena, sim, a nossa fofa tsundere. Mas antes vamos deixar algo claro. O sorriso de Hishiro é meio perturbador e assustador, mas isso é porque a mesma não sabe sorrir normalmente, e já que agora ela sabe que sorrir é uma maneira de conseguir amigos, acaba forçando isso, mas como não está acostumada, ela fica com essa cara assustadora, e claro que Kariu não entende isso, até porque não é normal uma pessoa agir desse jeito, e para piorar a situação Hishiro e Ooga estão juntos como representantes de classe, fazendo com que a mesma ache que Hishiro está sorrindo para ela assim, apenas para a insutar, por ter conseguido a posição que ela queria, e por estar ao lado do cara que ela supostamente gosta, o que deixa Kariu furiosa.

Screenshot_38

E aqui vemos Tamarai Honoka, a melhor amiga de Kariu e para mim, a personagem mais bem construída dessa história, fora que é fácil criar empatia com ela de cara, por ser uma garota esforçada, e fofa, ela também faz parte do clube de vôlei, assim como Kariu, e isso acaba tendo algumas complicações, mas a gente chega lá.

Screenshot_39

Aqui vemos que Kariu se sente um pouco “inferior” a Honoka e Hishiro, principalmente pelas duas terem superado ela em coisas das quais ela era muito boa (Honoka com o vôlei e Hishiro com os estudos). Só isso, já cria um sentimento de desconforto na personagem, fazendo com que ela se sinta triste, mas como ela é uma tsundere, ela disfarça a sua tristeza, sentindo raiva.

Screenshot_40

Kaizaki e An, os dois que possuem as piores notas da sala, estão tendo aulas de recuperação, além disso Ooga, como seu dever de representante de classe, está ajudando eles, mas mesmo assim o resultado não é dos melhores, trazendo consigo mais algumas cenas de humor para disfarçar o drama que segue e seguiria. De toda forma, nessa segunda parte do anime, Kaizaki é deixado um pouco de lado para mostrar um pouco mais outros personagens.

Screenshot_41 Screenshot_42

Kaizaki sente falta do ensino médio, e sente falta da proximidade que tinha com seus amigos, mesmo não mostrando ao certo, fica claro que ele não aproveitou direito a sua vida escolar, e talvez por isso que não vemos quase nada de como ele era durante o seu primeiro ensino médio.

Screenshot_43

Kariu sofre uma tremenda pressão causada praticamente por si mesma, por não se achar boa o bastante, por não saber como superar algo que é difícil de ser superado, e isso faz a mesma se desesperar claramente, o que a leva a cometer algumas ações drásticas que veríamos depois.

 Screenshot_44 Screenshot_45

E então, as coisas passam a ficar tensas… Sobre essa parte não posso contar muito, para não dar spoiler do que acontece, mas posso explicar o motivo que levou Kariu a fazer o que fez. Kariu estava completamente perturbada por tudo que estava acontecendo. Primeiro ela queria se tornar representante de classe, para ficar mais perto de Ooga e prova pra si mesma que conseguia, mas Hishiro tomou o seu lugar, com notas mais altas, e além disso sorri de maneira esquisita, levando ela a acreditar que está caçoando ela por conseguir essa posição. Depois, Honoka parece insuperável, tão talentosa que não importa o quanto Kariu tentasse, a mesma não conseguisse se aproximar dela, fazendo assim que ela se ache inútil e que não conseguiria nunca superar. Como escapatória, ou melhor, como forma de tentar acalmar a dor que estava sentindo em seu coração, Kariu acabou fazendo o que fez, pagando por isso, e também, se tornando de certa forma, ainda mais culpada.

Screenshot_46 Screenshot_47

Kaizaki se lembra um pouco do seu passado, mais precisamente, no seu primeiro emprego, onde alguns funcionários estavam criticando a sua senpai, apenas por ela ser mulher, e por vender mais que eles, tendo inveja do sucesso dela, falando mal pelas costas.

Screenshot_48

Nosso protagonista age finalmente como um adulto, tentando dar uma lição de moral em Kariu, porém a mesma não aceita isso vindo de alguém que “possui a mesma idade que ela”, mas após uma discussão, (muito bem feita, aliás) Kariu parece aceitar que o que fez foi errado, e decide mudar algumas coisas.

Screenshot_49

O arco foi muito bom, manteve o equilíbrio entre drama e comédia, mostrando uma realidade que acontece com adolescentes, principalmente, estudantes do ensino médio, misturando os sentimentos dos personagens, que foram bem explicados, até mesmo uma pequena interpretação que você tem que ter, para entender melhor.

No final, Hishiro e Kariu, fazem as pazes, e a mesma explica para ela o motivo de sorrir daquele jeito, mas que está tentando mudar, pedindo até mesmo para as duas serem amigas.

Screenshot_50 Screenshot_51

Kariu apenas queria que alguém a trouxesse de volta a realidade, mas dizer isso é muito difícil, principalmente por conta do orgulho da mesma, que não permite que ela fale nada assim, logo quando ela quer provar que pode ser melhor, que é melhor.

Screenshot_52

As aulas de recuperação com Ooga e An, são o ponto chave de humor nessa parte, é bem divertido ver como os dois praticamente não sabem de nada, e até é questionável como eles conseguiram ingressar no colégio em que estudam, até porque era necessário boas notas.

Screenshot_53

Ainda no episódio 6, vemos um pequeno Plot Twist que… estava na cara. Mas foi divertido de ver.

E assim, após um episódio de FlashBack, o próximo arco começa.

Screenshot_54

Honoka é a capitã do time de vôlei, e considerada a melhor dali, porém, com isso também vem a velha discussão do talento. Por ser muito boa, e as vezes faltar o treino para ter aulas de recuperação, as companheiras de seu time, começaram a questionar, pois ela faltava mas mesmo assim estava sempre em boa forma, enquanto elas que treinavam não conseguiam chegar ao nível da mesma. Honoka se lembra do seu passado, onde se esforçava muito para conseguir os objetivos, e as pessoas que não conseguiam, a criticavam por se esforçar demais, e por ela sempre conseguir, enquanto as outras não chegavam nem perto.

Screenshot_55 Screenshot_56

Pouco a pouco, o talento de Honoka foi afastando as suas amigas, e deixando ela cada vez mais solitária, porém Honoka não desistia, e continuava treinando, mesmo com todo mundo indo embora.

Screenshot_57

Kariu parece ter aprendido com seu erro, e agora fala a mesma coisa que deveria ter falado para si mesma, porém, é legal ver a evolução de um personagem, mesmo sendo muito rápido.

Screenshot_58

Para não se estender tanto, nem contar muito spoiler sobre o arco, posso dizer que esse terceiro, é o melhor arco do anime. Aqui vemos uma verdadeira conclusão para o arco passado, fora que sentimentos muito fortes, como amizade, raiva, inveja, mentiras, ódio, complexo de inferioridade, vingança, tudo isso muito bem mostrado e organizado, sem forçar muito, sem passar por cima, em um equilíbrio muito bem feito.

Screenshot_59

E para aqueles que gostam de cenas de “romance”, aqui vemos uma que pode agradar, por mais que os motivos que fizeram Kaizaki abraçar Hishiro são… bem tristes.

Screenshot_60

Kaizaki não participa tanto nesse arco no começo, porém aparece para dar uma “lição de moral” assim como fez com a Kariu, para assim mostrar novamente seu ponto de vista adulto sobre a situação (Novamente, ele só mostra esse ponto em situações assim).

Screenshot_61

Aqui vemos alguns personagens que até então não tiveram destaque, e eles simplesmente agiram de maneira incrível, tanto que se tornaram um dos meus favoritos na história, sendo também os mais sensatos na minha opinião.

Screenshot_62 Screenshot_63

Honoka conta um pouco da sua história e de como ela acabou ficando assim, distante de quase todo mundo, mostrando que na verdade, ela não queria ser desse jeito, mas acabou se tornando, porque não tinha opção.

Screenshot_65

Então, pouco a pouco a situação vai se resolvendo, com a ajuda de Kaizaki e de Hishiro, alguns momentos pesados de drama, são aliviados com o toque de humor nessas cenas, fazendo assim um breve relaxamento.

Screenshot_64

E uma bela cena, para terminar um belo arco.

Screenshot_66

Screenshot_67

Logo no próximo episódio, começa o arco final, e o menos enrolado, pois nos primeiros minutos, já vemos uma revelação gigante sobre o passado de Kaizaki e sobre sua senpai na empresa onde ele trabalhava. Esse arco é onde descobrimos o motivo que o fez se demitir, o porque dele se tornar desse jeito, e o que aconteceu com sua senpai.

Screenshot_68

Kaizaki e Yoake voltam a forma adulta (há uma pílula que faz isso), para visitar uma amiga de Kaizaki, e é ai que vemos o passado do nosso protagonista ser revelado, pouco a pouco, as cruéis coisas que aconteceram com a senpai dele, e ele, marcaram o mesmo para o resto da vida, no sentido social e psicológico.

Screenshot_69 Screenshot_70

A perda do emprego, aliada ao que aconteceu com sua senpai, fez com que Kaizaki não sentisse mais confiança, fez o mesmo perder a motivação, fez com que ele se sentisse um irresponsável, e claro, toda vez que fosse procurar algum outro trabalho, seria afetado negativamente pela sua demissão, fazendo com que consequentemente, ele se tornasse um “NEET”.

Screenshot_71 Screenshot_72

O encontro de Kaizaki com membros atuais da empresa onde trabalhava, fez com que ele tivesse mais força e lembrasse do que sua senpai havia falado para ele.

Screenshot_73 Screenshot_74

E adivinha! Temos uma transformação de protagonista, onde ele finalmente aceita quem ele é de verdade, e mesmo sendo rápido, foi uma evolução que conseguimos acompanhar passo a passo, tornando essa uma das cenas mais realistas do anime.

Screenshot_75

E assim, Kaizaki passa a agir como um protagonista de verdade, mostrando pela primeira vez o seu lado mais orgulhoso e adulto.

Screenshot_76

E com nosso protagonista agindo de forma incrível, a primeira parte do último arco, termina, e com ela o arco mais sério, dando finalmente abertura ao único arco de “romance” do anime.

Screenshot_77

Logo de cara vemos Ooga falando sobre algo que nunca havia falado antes, por ser ingênuo demais para falar, ou tapado demais para perceber, o que já deixa esse arco um pouco mais movimentado.

Screenshot_78

Então, vemos os sentimentos saindo a flor da pele, de Ooga com Kariu, o que… já dá para imaginar onde vai dar.

Screenshot_79

Falando por cima, para não dar spoiler, finalmente Ooga parece querer tomar iniciativa, e percebe de uma hora para outra o que sente de verdade. E assim um festival de fogos de artifício vai acontecer, e nisso, vamos para o último episódio.

Screenshot_80

O episódio do festival é voltado para a interação dos personagens entre si, ambos mostrando os sentimentos que possuem, e fica claro para ver os possíveis casais que poderiam sair dali. Ooga e Kariu ficam juntos, e dai…

Screenshot_81

Screenshot_82

Um arco incrível, cheio de revelações, sentimentos e até mesmo desenvolvimento de romance, gostei bastante de como os personagens evoluíram em relação a como eram nos primeiros episódios, alguns de forma rápida, outras tiveram que passar por desafios, mas de todo jeito, foi incrível.

Screenshot_83

Pouco a pouco, vamos criando intimidade com os personagens e gostando ainda mais deles, e no final do último episódio, temos um grande Plot Twist, que explica muita coisa. Mas… não vou comentar sobre isso, pois talvez você já tenha descoberto que isso iria acontecer, mas se não, bom, se surpreenda. E logo, temos um final “feliz”, mesmo não sendo final, acabando por ficar em aberto.

Screenshot_84

Os personagens de ReLIFE são extremamente cativantes, do início ao fim. Por mais que todas as personalidades, você já tenha visto em algum outro anime, eles se desenvolvem de uma forma até que original, passando por todo tipo de dificuldade e sendo mudado por elas, fora que cada um tem uma forma de se relacionar com o outro, trazendo assim um ciclo, onde você percebe a maneira de se referir e tratar, pois por mais que não existam muitos personagens na história, ainda sim você não sente falta de alguma coisa enquanto está assistindo, pois a obra te preenche com boas características.

Ooga com sua incapacidade de pensar em algo amoroso, Kariu com os problemas ao seu redor, fazendo com que ela mesma acabe desistindo das coisas da qual gostava, Honoka com a distância e a separação das suas amigas, simplesmente por ser uma garota esforçada, tudo isso combinado com um protagonista que alterna em ser adolescente e adulto (Sendo adolescente na grande maior parte das vezes). ReLIFE tem ótimos personagens.

Screenshot_85

ReLIFE é uma comédia que mistura drama, e ele usufrui bastante dos dois aspectos, sem deixar ficar muito meloso, ou um drama muito forçado, é cheio de personagens cativantes onde você acompanha a evolução deles aliado a suas decisões, tem um mistério que é muito bem explicado no decorrer da história, aumentando assim a vontade de te fazer acompanhar até o fim, a história é melancólica por si só (reviver as memórias do ensino médio, para criar novas memórias, mas como consequência, ser esquecido quando tudo acabar).

Screenshot_86

A história de ReLIFE é fraca no começo, talvez você não se sinta motivado a continuar apenas com os elementos que são apresentados ali, a trilha sonora é quase inexistente e não transmite o que a cena está pedindo, sendo assim fica difícil se emocionar em momentos mais dramáticos, alguns personagens são difíceis de gostar pela personalidade, algumas coisas simplesmente não fazem sentido, o humor é simples e talvez não te faça rir, a animação é meio fraca e muitas vezes vemos cenas estáticas e sem graça.

7844792436df0ee8b4209de354d3838d1467311923_fwide

ReLIFE é um anime bem feito, com história agradável, fácil de entender, personagens marcantes, com algumas coisas fora do normal, um humor simples mas bem executado, um drama mais complexo, porém nada fora do normal, juntando tudo isso, com a evolução que se apresenta no meio, temos um anime de comédia quase que completo. Talvez você não chore em ReLIFE, mas vai ficar pensativo, e ver o Ensino Médio de outra forma, principalmente se você estiver cursando ele, se não, vai se lembrar e pensar que poderia ter feito de forma diferente. A animação de ReLIFE não te deixa muito feliz, talvez por querer colocar um pouco mais da essência do mangá (que difere dos modelos originais que conhecemos), ou então porque não tiveram orçamento o suficiente para bancar os 13 episódios de uma vez e acabou assim (Sim, os 13 episódios saíram tudo de uma vez). De todo jeito, é um ótimo anime para matar o tempo!

E muito obrigado a você que leu até aqui, espero que tenham gostado de mais um Review, e esperem pelo próximo, até mais!

Screenshot_35

About The Author

Icaro Martins

Aspirante a escritor. Gosto de tudo relacionado a cultura oriental. Sempre buscando me manter atualizado sobre as novidades. Adoro curiosidades e referências. Tenho o sonho de me tornar roteirista e diretor de cinema e não irei desistir tão cedo disso, afinal, com "Amizade, Esforço e Vitória" tudo é possível.

Related Posts