Millennium Actress: O amor eterno
História
Arte
4.8Overall Score
Reader Rating: (2 Votes)

“No fundo…eu amei procurá-lo.” – Chiyoko

Sennen joyu

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Bom dia, pessoal! Hoje irei falar sobre um filme que estava na minha lista ha um bom tempo, mas que só tive oportunidade de ver esses dias…eu falo de Millennium Actress (Sennen Joyu)!

O filme foi dirigido por Satoshi Kon, e para quem já teve a oportunidade de assistir algum filme dele (um dos mais famosos, Paprika), sabe o quanto são complexos e adoráveis. Criado em 2001,  Millennium conseguiu envolver em um só filme um contexto histórico milenar do Japão, ao mesmo tempo que expôs a linda história de Chiyoko, e sua jornada em busca de seu amor eterno.

A história se inicia quando Genya, um produtor de filmes, que após saber que o famoso antigo estúdio de cinema Ginei foi demolido, resolve ir atrás de uma das últimas peças que ainda estava viva, e que fizera parte do estúdio, a atriz que uma vez fora quem levou Ginei ao sucesso, Chiyoko, que há 30 anos, sumira das câmeras, deixando uma lacuna na história cinematográfica do estúdio Ginei.

Junto ao seu cameraman, Genya possui planos de fazer um documentário sobre o estúdio, para reviver uma longa história que não poderia se perder sobre os escombros do Ginei, agora completamente destruído. Eles descobrem então onde Chiyoko está atualmente morando, e sendo recebidos por esta – que já se encontrava idosa –  Genya lhe entrega uma chave que encontra no estúdio. Depois de muito tempo observando-a, Chiyoko aceita o pedido de seus visitantes: Contar o motivo de seu desaparecimento repentino há 30 anos, e sua história como atriz profissional.

O que amei nesta obra, foi a forma como representaram a história de Chiyoko, mesclando cenas do passado e do presente, enquanto a atriz passeia por suas lembranças, com imagens congeladas e flashbacks dos momentos marcantes de sua vida.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A história de Chiyoko começa de verdade, quando em um certo dia, ela esbarra em um homem foragido, que se encontra ferido. Resolvendo ajudá-lo, como forma de gratidão, recebe do homem uma chave, “Esta é a chave para a coisa mais importante que existe” ele diz, e promete a encontrar novamente. No dia seguinte, quando Chiyoko vai visitá-lo, descobre que ele partira em um trem para sua cidade natal, a partir desse dia, ela promete a si mesma, e a seu amado, que se encontrariam verdadeiramente, outra vez.

Uma coisa interessante nas cenas que contam a história de Chiyoko, é a presença de Genya e de seu cameraman, que ficam constantemente observando-as , como figurantes da reconstituição das memórias da atriz. Ainda jovem, ela recebe a proposta de trabalhar com filmes, devido à sua beleza, atuando em obras e até propagandas que incentivassem a nação japonesa a lutar, já que se tratava de um contexto onde o Japão passava pelo inicio do que seria a Segunda Guerra Mundial.

Chiyoko vê nessa proposta uma oportunidade para reencontrar seu amado, já que o local de filmagens ficava próximo á cidade onde o homem que uma vez prometera encontrar morava.

Algo que me cativou nesse filme foi que, todos os papéis interpretados pela garota ao longo de sua carreira nos cinemas, envolvem sua história e sua promessa: Mulheres que partem na busca incessante de encontrar seu eterno amado. Sua agonia de sempre se aproximar de cumprir sua promessa, mas sempre perdê-lo de vista logo depois, faz com que a obra misture drama e ação ao mesmo tempo. Em alguns papéis, Chiyoko interpreta até mesmo guerreiras medievais, passando por uma linha do tempo histórica japonesa, que vai desde a época onde os samurais e as lutas com espadas japonesas se destacavam, até períodos de guerras mundiais.

Há certos momentos que as interpretações de Chiyoko são remontadas com a ajuda de Genya, que sempre aparece como um admirador de Chiyoko, sempre pronto para orientá-la ou salvá-la. Seu papel foi de extrema importância para o afastamento da vida de atriz da mulher, só não irei aprofundar nesta parte (que é muito empolgante, quando se descobre o motivo, e se você já viu a obra, sabe do que falo), porque procuro sempre evitar spoilers Hahahah

Millennium Actress foi uma forma que o grandioso Satoshi Kon encontrou para reunir um drama épico de amor, bem como uma história milenar nipônica, mostrando, através da sensível e bela Chiyoko, que o amor distante também pode ser eterno!

Aos que irão desfrutar da obra, espero que gostem e apreciam tanto quanto tive a oportunidade!

About The Author

Kumo

Escritora pseudo-entendida, sonhadora e futura mochileira intergalática, amante da filosofia e da arte. Interesso-me por explorar cada vez mais a diversidade nipônica, seja na área cultural tradicional ou contemporânea!

Related Posts